X

Emissão de Boletos ACESSE

Últimas Notícias

25/10/2018

IDEALIZADO POR SINCLAIR LOPES, PROJETO DE LEI 770/2016 É A SOLUÇÃO PARA A INVASÃO DA RADIOLOGIA EM SÃO PAULO!

Se sancionada, Lei vedaria a substituição do Técnico ou Tecnólogo em Radiologia por qualquer outro profissional



Crucial para o futuro da profissão, o Projeto de Lei 770/2016 visa pôr fim a um dos maiores problemas enfrentados na Radiologia: a invasão de profissionais alheios à área. A sua aprovação representaria um avanço essencial para assegurar novas vagas de emprego. A proposta legislativa surgiu justamente como uma resposta às angústias da Categoria com relação a concorrência desleal no mercado de trabalho.

Protocolado em 2016, graças à luta e articulação política de Sinclair, que uniu forças entre o SINTTARESP e o CRTR-SP, enquanto esteve presidente de ambas as entidades, o PL determina, no âmbito do Estado, a comprovação da formação específica de nível Técnico ou Tecnólogo em Radiologia, com a devida habilitação, para exercer a profissão.



Pela saúde do profissional e do paciente

Como se sabe, a radiação eletromagnética ionizante provoca diversos danos à saúde do operador e do paciente, exigindo não só o conhecimento profissional para operar, como também o uso de equipamentos de proteção individual – EPI.

Ocorre que, com grande frequência, tais aparelhos são manuseados por pessoas sem qualquer conhecimento técnico acerca da utilização correta do equipamento, com grande exposição a graves irradiações, não só do próprio operador, como dos usuários e equipe multiprofissional que, muitas vezes, são obrigados a se submeter a tais irradiações sem ter conhecimento claro de sua exposição.

As questões mencionadas não somente respaldam este Projeto de Lei, mas tem como intuito proteger todos os indivíduos envolvidos na empregabilidade destas radiações, sejam estas corpusculares e as eletromagnéticas.

O que tem feito o Sistema CONTER/CRTR’S?

Ainda que este seja visto como um problema antigo pelos profissionais, apenas Sinclair Lopes e seus Conselheiros (CRTR - 5ª Região) e Diretores (SINTTARESP) conseguiram tirar do papel e pôr em prática um Projeto de Lei que pretende solucionar as lacunas da Lei 7.394/85.

Da mesma forma, também fizeram com que o texto fosse aprovado em três importantes comissões, sendo elas: Comissão de Constituição, Justiça e Redação, Comissão de Administração Pública e Relações do Trabalho e Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento.

Contudo, após a Diretoria Interventora assumir os trabalhos à frente do Regional de São Paulo, nada foi feito no sentido de agilizar a tramitação da propositura na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Quando diz respeito aos interventores, as únicas notícias que ganham publicidade estão relacionadas aos gastos altíssimos, R$ 362 mil para ser mais específico, com diárias, jetons, auxílios-representação e passagens áreas, nos últimos oito meses.

Percebemos que a palavra “dinheiro” é o que realmente move o Sistema CONTER/CRTR’S. Não é à toa que, recentemente, eles divulgaram uma nota informando que não irão reajustar os valores das anuidades de 2019. Porém, optaram por omitir o fato dos preços de alguns serviços prestados à Classe terem sofrido reajustes astronômicos.





Por todos esses motivos é que precisamos nos unir para conseguir a aprovação desse Projeto. Para tanto, é primordial que o golpe realizado no CRTR-SP seja desfeito e o 5° Corpo de Conselheiros volte as suas funções para dar continuidade ao seu trabalho. Lembrando que Sinclair Lopes segue licenciado desta entidade sindical, mas segue se mobilizando em prol da exclusividade da profissão. Vamos à luta Radiologia!

 
A UNIÃO, A FORÇA DE VONTADE, E A DETERMINAÇÃO DA CATEGORIA SÃO O CAMINHO PARA ALCANÇARMOS A EXCLUSIVIDADE NA PROFISSÃO!
Mais Notícias
« voltar 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 avançar »
www.infosind.com.br